fhl-001-04

Melhor jeito de explorar Florianópolis é alugar um carro

Como as distâncias de uma praia a outra são longas, a melhor maneira para transitar entre os tantos recantos de norte a sul da ilha de Santa Catarina é alugar um carro.

Até que a rede de transporte público é extensa em Florianópolis, mas as conexões necessárias para chegar a determinado lugar podem se transformar num pesadelo. O táxi é outro problema, porque, em geral, só se pega no ponto (é difícil ele parar na rua).

Para evitar longas horas de espera, o ideal é que você mesmo faça o seu trajeto e reduza, ao máximo, a perda de tempo.

Com suas 42 praias “oficiais” (há quem calcule, vale registrar, quase cem), Florianópolis cresceu demais nos últimos dez anos. Como tantas outras cidades brasileiras, a infraestrutura viária não acompanhou esse boom.

Seja lá qual for a praia escolhida para sua parada, uma dica fundamental é fugir dos horários de pico.

Um dos pontos mais críticos para o trânsito, principalmente nos fins de semana, são as vias nos arredores da lagoa da Conceição. Repleta de lojas e restaurantes, a avenida das Rendeiras, que contorna a lagoa, vive apinhada de gente -e, pior, de carros.

A situação se complica na estrada da mais baladeira de todas as praias, a Mole, ponto de encontro tanto da galera do surfe quanto do pessoal praticante de voo livre, que fica no morro ali ao lado.

É preciso chegar cedo para que o simples ato de estacionar não se transforme numa situação complicada nas proximidades da praia de Joaquina, localizada ali pertinho. Não quer dor de cabeça? Então vá no meio da semana.

Para não ficar tanto tempo preso ao volante, fique atento ao GPS. Se o trânsito travar e você estiver no meio da ilha, aqui vai um lembrete: além das belezas naturais, a capital catarinense reúne construções históricas e variada gastronomia. Fuja, então, para o Mercado Municipal. O Box 32 é uma boa pedida para saborear ostras, mariscos e camarões. Espere desafogar e siga a viagem.

Agora, se você curte relaxar junto à natureza, mas não abre mão de uma pitadinha de ferveção, terá que se deslocar do sul para o norte, rumo à praia de Jurerê Internacional. É o melhor destino para os boêmios na capital, onde festas regadas a champanhe e movidas ao embalo de DJs internacionais garantem a noitada.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/turismo/2016/09/1817713-melhor-jeito-de-explorar-florianopolis-e-alugar-um-carro.shtml

rio-grd-ok-620x368

As 05 melhores cidades do interior de São Paulo para viajar

Campinas – Cidade do interior com jeito de cidade grande. Possui ótimos hotéis com muitas opções de lazer e restaurantes com o melhor da cozinha regional. As crianças não podem perder o passeio da Maria-Fumaça que acontecem aos sábados e domingos.

São José dos Campos – Aventura, descanso e cultura com um clima agradável o ano todo. Você pode visitar praças, parques ecológicos, bares, danceterias, teatros e muito mais. Os restaurantes, churrascarias e bares da Rua Luiz Jacinto são os mais procurados pelos turistas.

Ribeirão Preto – Shoppings de alta qualidade, belos restaurantes e bons hotéis. São muitas as opções de lazer desta cidade que é uma das mais procuradas e agitadas do interior paulista.

Sorocaba – Esta cidade possui um dos mais lindos zoológicos do Brasil, museus históricos, parques, teatros e hotéis confortáveis.

São José do Rio Preto – Lindas pousadas e hotéis para que você fique muito bem instalado. Lazer e cultura são o que não falta nesta cidade deliciosa. Uma cidade voltada para o futuro e sempre muito antenada com a modernidade.